Jornal Nacional detona com reportagem e aprofunda ainda mais crise contra Flávio Bolsonaro

A crise que está sendo provocada pela investigação que envolve o ex-assessor da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz, ganhou mais um capítulo na noite desta última sexta-feira (18). Foi exibido pelo Jornal Nacional, da TV Globo, um novo trecho do relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que conseguiu apurar diversos depósitos parcelados em um mês de 2017.

Os depósitos foram feitos em dinheiro na conta do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). O valor total do depósito somam cerca de 96 mil reais, sendo considerado suspeito pelo Coaf. Ao mesmo tempo em que o jornal da TV Globo estava emitindo essa notícia que aprofundava ainda mais o escândalo, a RecordTV deu espaço para o senador contar sua versão dos fatos negando qualquer irregularidade.

Essa reportagem exibida pela emissora dos Marinho aconteceu um dia após o filho mais velho do presidente conseguir congelamento da investigação pelo Supremo Tribunal Federal a respeito de Queiroz que teria movimentado cerca de R$ 1,2 milhão entre 2016 e 2017. O cargo está a do Ministério Público Estadual do rio.

Na mesma petição, o senador tenta tornar inválidos os documentos expostos pela Coaf. Mesmo que o STF dê andamento ao caso em definitivo a partir do mês de fevereiro, o MP do estado do Rio questiona que todas as apurações aconteceram antes de ele ter sido diplomado para o cargo na Câmara alta.

Um dia antes da reportagem Flávio Bolsonaro apelou para o foro privilegiado junto ao STF, uma atitude que toda a família do presidente criticou no passado, agora este fato está causando um enorme desgaste político no primeiro mês de seu governo.