Adolescentes que mataram menina de 14 anos cruelmente se dão mal e recebem duro castigo

A morte cruel da adolescente Raíssa Sotero Rezende, de 14 anos, na Praia Maria Farinha, em Paulista, cidade localizada na Região Metropolitana do Recife, está repercutindo em todo o Brasil. O crime ocorreu na manhã de terça-feira (25).

Ela foi morta por outras duas adolescentes, de 15 anos. Uma das hipóteses levantadas pela polícia é de que ela tenha sido morta por ciúmes. Raíssa namorou com uma das suspeitas, que atualmente namora com a segunda suspeita pela morte.

As duas não só mataram Raíssa de forma cruel, como também filmaram tudo e divulgaram o vídeo nas redes sociais. No vídeo, que circula pelas redes sociais, é possível identificar uma mulher dizendo que iria chamar a polícia, caso as agressões continuassem.

A menina de 14 anos levou chutes, socos, e diversos golpes de faca na região da nuca. Ainda houve uma tentativa de afogamento nas águas do mar. As autoridades pedem que o vídeo não seja compartilhado. O Facebook bloqueou diversas postagens com o vídeo.

As suspeitas pela morte de Raíssa receberam duro castigo. Ambas foram encontradas pela polícia e estão apreendidas. Por serem menores de idade, o processo penal é diferenciado daquele aplicado a maiores de idade.

As duas foram autuadas em flagrante por ato infracional comparado a homicídio. As duas foram encaminhadas à Delegacia do bairro onde o crime aconteceu. O delegado Álvaro Muniz, responsável por este caso, ouviu as duas, e as encaminhou para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Registros do crime, como vídeos e fotos, passarão por perícia.